sexta-feira, dezembro 3

A bisexualidade

A bisexualidade chateia-me. Chamem-me conservadora, chamem o que quiserem, mas chateia-me. Não me sinto chocada (nunca me chocou as opções sexuais dos outros), mas sinto-me incomodada, quando são meus amigos e me envolvem nas situações.
Os heterosexuais e os homosexuais têm as suas opções sexuais defenidas e os outros sabem com o que podem contar. Não há surpresas. Um bisexual não se sabe muito bem.
À dias estava num bar, que frequento desde sempre, com o meu namorado e eis que surge um amigo meu que já foi bastante íntimo e que decide engatar o meu namorado. Como é que não me chateio? Como é que é possivel que alguem que já dormiu comigo queira dormir com o meu namorado? É uma chatisse.
Outra situação: estava com um fulano (que conheci como namorado de um amigo meu) a beber um copo e a conversar e senta-se na nossa mesa um amigo meu. Achei engraçado quando o meu amigo começa a engatar o que estava comigo. Estas coisas divertem-me sempre. Só deixei de achar graça quando o meu amigo pergunta ao que estava comigo “ e não gostas de “comer” umas miudas de quando em vez?” ao que o outro respondeu “ás vezes, não me importo nada”. O que era aquilo? Lá estava eu atenta á conversa e de sobrolho carregado, eu estava ali entre os dois, o que era aquilo? E foi uma chatisse! Principalmente quando o meu amigo (dada por finda a “negociação”) me pergunta com um sorriso de satisfação “na minha casa ou na tua amiga?”. Como é que se sai desta situação airosamente? Como é que não nos chateamos?
Tenho um amigo que me dizia (não sei se por brincadeira ou para justificar alguma coisa) “cu é cu, não tem sexo”. Não tem? E então o cu não está inserido num corpo com sexo? E como é o sexo com um cu sem sexo? Sexo cirurgico? Tipo só tocas no cu e em mais nada?E o prazer, as caricias, o toque de pele, o prazer do corpo?Isso não importa num cu sem sexo? Não entendo e chateia-me.
As mulheres bisexuais também me chateiam, não são só os homens. Tive uma amiga que já vinha desde o liceu e que eramos bastante íntimas. Saíamos sempre juntas, engatavamos juntas, embebedavamo-nos juntas, dormiamos juntas ora numa casa ora noutra. E um dia em que partilhavamos a cama, ela fez com que eu saísse da cama de um salto. Estava a tentar ter sexo comigo. Que chatisse! Nunca falámos sobre isso (talvez o devessemos ter feito) e a nossa amizade começou a partir por aí. Não era escusado?
A bisexualidade chateia-me!

17 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Gostei bastante do discurso tão directo, tão directo, que não sei se ultrapassa os limites do sacrcasmo...;-).
Mas não concordo totalmente contigo. É verdade que há muita gente que ao fim de uma noite acha que todos os gatos e gatas são parvos, digo pardos, e que seguem à risca os ditados o "que vier à rede é peixe" ou "tudo o que mexe é para matar". Normalmente não passam de curiosos, de bonecos estilizados, sem um pingo de profundidade ou mesmo de sensualidade. Um pouco na linha do: "eu sei que não nos conhecemos mas és a rapariga mais bonita que já vi. Queres casar comigo? Está bem!", mas muito mais rápido e eficiente e com menos estilo. Estes podem ser sejam heterosexuais, homosexuais, bisexuais, trisexuais, o que for. Ou se calhar nem isso. Mas antes uma espécie initelígível, a julgar pelos diálogos, de caçadores de sexo. No entanto também conheço pessoas que assumem para eles próprios (ao fim ao cabo, são eles que têm de se decifrar e não o auditório nacional) e se descobrem nesse sair do armário para a vida, que vão mias longe que o mero engate de palavras e de falsa aventura. Sejam bissexuais, homossexuais ou heterosexuais (suponho que não existe um heterosexual normal ou igual aos outros). Os outros aceito e não censuro, porque não tenha a ver com a vida privada deles. Estes últimos respeito por serem e estarem vivos, pelo menos no meu humilde noção disso. E sou amigo de alguns, porque claro, me respeitam também o facto de ser heterosexual naquele sentido entre parêntesis...;-).

7:46 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Parte II - Além disso, as pessoas que nos surpreendem nesta matéria, podem estar nos dois grupos que referi.
Quanto à expressão "sexo cirúgico" achei-a brilhante e descreve muito bem a falta de alma ou de sensualidade no sexo vivido de forma não leve, mas fútil. Sem sensulidade nehuma. Que tal estes subtipos: sexo gineclógico, analógico e oralógico orailógico?
beijos enormes, Linda.
Ps-nos temos que correm ainda é preciso coragem e espontaneadade para escrever um texto como o teu.

7:55 da tarde  
Blogger mabeka said...

Os heterosexuais e os homosexuais por norma têm uma atitude completamente diferente dos bisexuais. Talvez seja isso mesmo "tudo o que vier á rede é peixe e esta noite não vou sozinho para a cama", mas não deixa de me chatear.
ahhh... não acho que seja preciso coragem, só uma dose de paciência. beijos

8:04 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

:-)

8:09 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

boa gargalhada a que acabei de dar...obrigado, Linda. Beijos grandes!!!!!!

8:10 da tarde  
Blogger loboguarah said...

O que vc escreveu mostra o quanto és insegura e mal resolvida.relaxe e curta e garanto que vc nunca mais saltara da cama!

12:36 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Esse assunto anda a mexer comigo... entrei aqui por acaso e a conversa não podia ser mais oportuna! Sou uma mulher de 37 anos, tenho uma relação feliz com um homem um pouco mais novo do que eu há cinco, Vivemos juntos, é uma relação feliz emocional e sexualmente. No entanto há um ano descobri contactos dele com sites encontros com homens. Falei com ele e confessou-me que o excita estes contactos e que tinha curiosidade em experimentar estar com um homem.A conversa foi dolorosa para ambos, mas esforcei-me por compreender... No entanto sinto-me insegura e a mexer-me numa área que desconheço e me assusta e temo que comprometa os meus sentimentos se souber demasiado! Alguém que comente e me ajude a compreender por aí?

8:14 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Olá makeba!

Gostei muito do texto mas penso que a imagem que estás a associar não é a mais correcta.
Eu descobri, há uns meses, que sou bisexual pelo facto de sempre ter tido namorados do sexo masculino mas sentir-me atraída, tanto emocionalmente como sexualmente, por uma rapariga. E está-me a custar.
Essa rapariga é uma das minhas melhores amigas, é das melhores pessoas que eu já conheci em toda a minha vida mas ela só me vê como amiga, ela tem namorado e é heterosexual, para não lhe criar problemas, afastei-me dela, sem lhe contar nada. Com isto, quero dizer que quando algum(a) bisexual vosso amigo(a) "atira-se" a vocês ou a alguém que esteja com vocês sabendo que essa pessoa não tende para a mesma orientação sexual ou que está comprometida com alguém é porque não tem respeito nem educação, não tem nada a ver com bisexualidade.
Quando "tudo o que vem à rede é peixe" e "não vou é sair daqui sozinha" é a mesma situação de cima. Eu, nem quando pensava ser apenas heterosexual, ia para bares engatar rapazes, não é agora que o faço. Nem sou pessoa de acabar com alguém e agarrar logo o próximo ou a próxima.
Espero que percebas os pontos de vista da bisexualidade.

10:13 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Desculpa la mas tu nao sabes doque falas miuda, cresce e aparecesse okey...?
Os bisexuais tema sua orientação tao defenida como os heterosexuais ou os homosexuais.. Nao tem culpa de se sentirem atraidos por ambos os sexos, gostava de te ver no papel de bi para veres o que se passa, ou ate mesmo dum gay...
Nao sabes o que se sofre por nao se poder admitir em publico o qe se é sem ser gozado a torto e a direito e tu es so mais uma daquelas qe fala doque nao sabe so para se armar.. So espero qe um dia nao passes por aquilo qe os Bisexuais ou Homosexuais passam na sociadade em casa na escola em todo o lado...
Enfim.....

5:56 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Acho que tu propria tambem nao sabes o que queres, comeste este comeste aquele comeste toda a gente e os outros e que sao indefinidos?

9:08 da tarde  
Blogger Allen Shelly said...

Nossa, adorei, muito bom mesmo. Tá bem...' eu sou bissexual e para ser sincero, não concordo com o que você escreveu, mas como algum grande filósofo escreveu em algum certo tempo: "Cada cabeça um mundo". Sou bissexual sim, assumido. Em minha opinião, eu sou assim por que acredito no "AMOR", não é brincadeira, eu penso o seguinte: "Em um momento estou com uma garota, muito apaixonado, no outro posso estar sentindo o mesmo por um garoto, simplesmente sou liberto". É nisso que acredito, no amor, em todas as formas pelas quais ele pode se manifestar e estarei atento para recepciona-lo sem nenhuma descriminação ou preconceito, em fim, amor é amor...' Certo !?!

1:22 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Nossa, adorei, muito bom mesmo. Tá bem...' eu sou bissexual e para ser sincero, não concordo com o que você escreveu, mas como algum grande filósofo escreveu em algum certo tempo: "Cada cabeça um mundo". Sou bissexual sim, assumido. Em minha opinião, eu sou assim por que acredito no "AMOR", não é brincadeira, eu penso o seguinte: "Em um momento estou com uma garota, muito apaixonado, no outro posso estar sentindo o mesmo por um garoto, simplesmente sou liberto". É nisso que acredito, no amor, em todas as formas pelas quais ele pode se manifestar e estarei atento para recepciona-lo sem nenhuma descriminação ou preconceito, em fim, amor é amor...' Certo !?!

1:22 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

http://site.ru - [url=http://site.ru]site1[/url] site
site2

2:52 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Sou bixessual!! disso não tem dùvidas. passando por aqui, resolvi PEDI AJUDA DE VCS. sinto me atra´da por mulheres.(mais as que eu sei que curtem) sou casada tenho filho e mulheres não sai da minha cabeça. tenho um maraviiilhoso marido que atè então me ama. mais disconfiando de traições estar me tratando diferente. o fiz passar por algumas humilhações. enfim... amo meu marido e tbm amo as mulheres e ai? o que fazer? casamento desgastado, brigas e mais brigas. mais não vejo longe dele e ao msm tempo sinto a necessidade de ter relação com mulher. estou DESESPERADA e não sei o que faço. Tenho vontade de segui minha vida. Mais muito medo de me arrenpeder. Aii... AJUDEM COM CONSELHOS POR FAVOR!!!! MANDEM EMAIL PRA MIM

rafaeleduda1@hotmail.com

3:07 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Ora, não detectei o mais pequeno laivo de uma tentativa de falar sobre o assunto sem julgamento moral. Lamentavelmente nem mesmo por quem se assumiu como bissexual. Daqui retiro que de facto é notória a cada vez maior dificuldade em cada um se pensar a si. E seguindo, questiono afinal o que é a sexualidade? Porque a procuramos (não por favor não me venham apenas com orgasmos)? Pretende ser meramente reprodutiva ? Se sim, de facto a heterosexualidade faz todo o sentido (esqueçamos as provetas). Mas se pensarmos no sentir e se quisermos ser honestos, afinal porque nos sentimos atraídos por alguém? É tão redutora assim a nossa escolha que apenas se centra na (in)existência do falo?
Questiono se não é comum na adolescência (fase que para além de indefinida eu costumo dizer ser a altura de todas as doenças mentais que se manifestam num enquadramento que lhes permite serem normais) sentirmos curiosidade (chamemos assim) por ambos os sexos. Afinal não será a bissexualidade (por exemplo) uma dificuldade na escolha? E será uma dificuldade? Para mim será dificuldade se não se souber o que atrai, o que apela. É claro que estamos apenas no campo da sexualidade mais crua, digamos assim, não chamo para aqui o amor, a partilha, a comunhão, o riso…
Eu acho que sou heterossexual, porque de facto tendo a gostar das características masculinas, porém não gosto de um gajo muito gajo, bruto, cheio de músculos sem elegância, sem humor irónico e criativo, sem um sentido estético… Bom já olhei para certas mulheres, poderosas elegantes femininas mas não frágeis, mas nunca me apeteceu tocar-lhes, nem fantasiei uma relação carnal, mas penso que até podia já ter acontecido e isso não me aflige, nem me faz pensar que sou bi ou lá o que seja.
Para mim de facto o que importa é ser feliz sabendo o que sou em cada momento que sinto e penso. Se isso tem um qualquer rótulo, bom, é lá com os outros os que me olham e me pensam e que precisam de me encaixar em diversas categorias, por exemplo a minha nacionalidade.
Pensem….

1:33 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

li todo o seu texto, e apenas tenho a dizer-lhe que tem uma imagem completamente errada... As situações pelas quais passou, realmente não são correctas. Mas não se deve ao facto de as pessoas envolvidas serem Bisexuais, e sim por serem pessoas mal formadas :)

4:03 da manhã  
Blogger Vicky said...

Olá... Não estou aqui para julgar tua opinião, nem para te chingar por pensar assim. Só queria saber se antes de escrever tanta baboseira vc estudou o assunto (claro que não). Ser bissexual não é ser indeciso(a) ou significa que vou namorar um homem e uma mulher ao mesmo tempo ou que só tenho prazer com ménage... Não estou na Corda Bamba, Não estou passando por uma fase, Não estou curiosa e muito menos indecisa! Não sou meio hetero ou meio Gay! Eu sei bem oq eu sou! Eu sou bi!
Isso não quer dizer que vou dar em cima de vc ou de seu namorado ou vou querer tranzar com os dois! Você passou por situações desagradáveis... mais não por culpa da sexualidade dos teus amigos e sim pela falta de caráter dos mesmos!
Dica do Dia:Estude um assunto antes de falar qualquer coisa sobre ele!

1:19 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.