segunda-feira, julho 25

O estado de mim

Os meus dedos ora estão cansados de outras escritas ora decidem descansar. A minha mente entrou em estado vegetativo e já me mandou informar que só volta à normalidade quando se sentir capaz disso. As minhas pernas dizem-me que andar é tudo o que não querem fazer por agora. Huumm... como estarão as rachas no tecto da sala?

6 Comments:

Blogger Espectacologica said...

:)
Estado vegetativo com sistema de rega é bem... ;)
Beijos

2:35 da tarde  
Blogger jjvd said...

E as do sofá?...beijos grandes

3:46 da tarde  
Blogger mabeka said...

Humm.. essa ideia do sistema de rega agrada-me, mas hoje nem seria preciso.Tu só tens ideias geniais mulher. Beijos

Pois jjvd, a ideia era essa, apalpar as rachas do sofá e olhar para as do tecto. Beijo

12:22 da tarde  
Blogger Reporter said...

Pareces o ex-Ministro Campos e Cunha a justificar a saída do governo.
Óh mulher tu arrebita!!!

8:54 da tarde  
Anonymous Ancestor said...

(...)
Eu disse "eu não faço nada. fico horas a olhar para uma mancha na parede"
Tu disseste "e nunca sentiste a mancha a alastrar, as suas formas num palpitar quase imperceptível?"
Eu disse "não. a mancha continua no mesmo sítio, eu continuo a olhar para ela e não se passa nada"
Tu disseste "e no entanto a mancha alastra e toma conta de ti. liberta-te do corpo. tu é que não vês"
Eu disse "o que é que isso interessa?"
Tu disseste "...nada"

2:07 da manhã  
Blogger mabeka said...

(...)
Tu disseste "agora procuro o desígnio da vida. às vezes penso encontra-lo num bater de asas, num murmúrio trazido pelo vento, no piscar de um néon. escrevo páginas e páginas a tentar formalizá-lo. depois queimo tudo e prosssigo a minha busca"
(...)
Eu disse "o que é que isso interessa?"
Tu disseste "...nada"

1:03 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.