segunda-feira, junho 27


Ando maravilhada com a minha vizinhaça, mas um pouco preocupada com o seu destino. É que estou farta de ouvir comentários como "esta praga de rolas que por aqui anda so fazem estragos e porcaria"

7 Comments:

Blogger Espectacologica said...

Hummmmm! Aqui tb existem pombas e mais pombas, para além dos pássaros e passarinhos, mas são as pombas que "obram" a varanda toda, mas com tanta caca que existe neste País, ainda não me zanguei com elas...
Pode ser um negócio... apanhar pombas e vender com arroz... n'é???
;)
Beijos

8:17 da tarde  
Blogger jjvd said...

Antes de vir para cá, vi no local de embarque para os ferries, no Cais de Sodré, uma senhora de idade a alimentar os pombos, que ora estão no chão, ora empoleirados, ás vezes, nos cantos mais estranhos da estrutura. Logo de seguida ouví um homem discutir com ela porque, cito, os pombos estão dentro do cais, sujam tudo e cagam-nos em cima» - fim de citação -. Quanto a isto, tenho a dizer que ainda bem que Deus não deu asas aos paquidermes,a coameçar pelos daquela estirpe.
Não é agradável levar com um presente desess seres alados. Muito menos todos os dias. Mas daí a querer que tudo o que nos incomoda seja eliminado vai uum garnde e estúpido salto. Primeiro porque é inunmano. Segundo, porque nem armados de rifles e veneno os pombos,rolas e afins deixam de voltar. A Natureza tem destas coisas. Desculpem-na lá! A sério, a triste estória das dezenas de pombos envenenados na Baixa de Lisboa é demasiado tétrica para se repetir à pequena ou grande escala.
Rola bem capatada por ti, Linda. Sabemos o quão é difícil apanhá-las na máquina. Seres irrequietos...deviam ser todos...;-) beijos grandes. A Pentax agradece.

1:50 da manhã  
Blogger mabeka said...

oh espectacologica, não faças isso. As bichas não têm culpa de ter que cagar um cadinho. Isso faz-me lembrar os patos do jardim do seixal. A câmara pôs no lago do jardim uma série de patos que foram desaparecendo aos poucos e dizia-se que tinham sido servidos com arroz na mesa de alguém.
Beijos

1:57 da tarde  
Blogger mabeka said...

jjvd, essa dos pombos da baixa envenenados foi dolorosa. Até porque não resolveu o problema nem é assim que algum dia o vão resolver. É certo que a caca de pombo corroi a pedra da baixa lisboeta mas há outros processos de evitar isso. E os pombos até dão uma vida especial à cidade.
Beijos

2:00 da tarde  
Blogger mabeka said...

Ahhhhhh, sabias que a maior parte das limpezas que se fazem nas fachadas de monumentos corroem mais que a dita caca?

2:01 da tarde  
Anonymous jjvd said...

Extingam com veneno os "limpadores de monumentos", já!!!Beijos grandes Linda

5:26 da tarde  
Blogger Espectacologica said...

:)
Ó amiga estava a brincar, prefiro vender garrafas de água... ;)

10:55 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.