quinta-feira, junho 21

Verão!


E eis que começa o verão.

Quase que não parece, depois destes ultimos dias de chuva e com este sol tão tímido, mas começou.
Vim da rua á pouco, e respirava-se aquele ar que cheira a esplanada, o mesmo ar que me lembra uma imperial fresquinha com vista para a esplendorosa baía de Sesimbra ou o ar que eu respirava quando abria pela manhã a janela da casa da minha avó. Tenho saudades de Sesimbra, é isso.

Ofereço-vos um poema com espirito de verão


"Alegria"


Já ouço gritos ao longe
Já diz a voz do amor
A alegria do corpo
O Esquecimento da dor

Já os ventos recolheram
Já o verão se nos oferece
Quantos frutos quantas fontes
Mais o sol que nos aquece

Já colho jasmins e nardos
Já tenho colares de rosas
E danço no meio da estrada
As danças prodigiosas

Já os sorrisos se dão
Já se dão as voltas todas
Ó certeza das certezas
Ó alegria das bodas

Poema de José Saramago in "Provavelmente Alegria"

2 Comments:

Blogger Repórter said...

Ei-lo que chegou.
Eram p'raí seis horas da tarde.
Que seja bem vindo.
Haja verão.

7:08 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Provavelmente diferente :)! Beijos

6:43 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.